Yoga

"Yoga, jungere, jugum"

Etimologicamente, o termo Yoga deriva da raiz yuj, “ligar”, “manter unido”, “jungir”, “pôr sob o mesmo jugo”.
Yoga significa "União", união entre o bem-estar físico e mental, rumo à conquista do equilíbrio e da serenidade.
Dos muitos ramos que compõem o Yoga, é o Hatha Yoga aquele que vai encontrar neste nosso centro e que nele pode praticar, qualquer que seja a sua idade ou forma física. Seja no bebé, na pré mamã, na recém mamã, na criança ou no adulto, o Yoga que aqui lhe proporcionamos é específico e adequado a cada uma das etapas da vida, contribuindo desse modo para uma existência mais saudável e de maior autoconhecimento, quer físico quer mental.

Hatha Yoga

O trabalho de preparação física através de posturas corporais constitui o Hatha Yoga, que é o ramo do Yoga que visa à iluminação da consciência pela união de duas polaridades (ha = sol, tha = lua) presentes na respiração, na mente e no corpo.
O Hatha Yoga visa o controlo dos sentidos, dos actos inconscientes e das reacções instintivas ou condicionadas, de modo que, pelo uso de uma vontade fortalecida, o pensamento pode ser unificado e iluminado. Dele fazem parte os âsanas (posturas), os bandhas (contracções musculares), os kriyas (técnicas de purificação) e os mudrás (gestos), que reforçam os objectivos do Hatha Yoga.

Benefícios da prática regular de Yoga

Através de um sistema de exercícios físicos e mentais concebidos há milhares de anos, o Yoga ensina-nos a estar atentos ao nosso corpo, aos sentidos e à respiração, contribuindo desse modo para o nosso equilíbrio e concentração. A sua prática regular contribui para uma melhor circulação, promove a descontracção e relaxamento e beneficia os órgãos internos, as glândulas e os músculos.
No campo físico, o primeiro objectivo do Yoga é manter uma coluna flexível, pois é a estrutura que suporta todo o nosso corpo.
No campo mental, o Yoga permite-nos ter uma vida mais calma e equilibrada, o que nos proporciona a possibilidade de olhar cada obstáculo com que nos deparamos no seu decurso não como um entrave no caminho mas como uma oportunidade de crescimento. Assim a vida é vista com mais clareza e de uma forma muito mais positiva.